Novo canal de agendamento via Whatsapp   |   16 98101 8290
Agendamento Online  |  16 3236 5554
Agendamento Online  |  16 3236 5554
 Documento sem título
 
Garganta e Voz
Doenças Bucais

a) Amígdalas e adenóide: O aumento das amídalas e adenoide é a maior causa de respiração pela boca em crianças. A longo prazo, este tipo de respiração leva a deformidades da face e dos dentes, além de poder causar problemas como baixo rendimento escolar e baixa estatura. A adenóide pode ser avaliada por nasofibroscopia ou um Rx. A amídala é verificada no exame médico. Quando há um aumento das amídalas e adenode, ocasionando sintomas obstrutivos (como roncos, respiração pela boca, paradas respiratórias à noite e nariz entupido), o tratamento está indicado. Geralmente, os sprays nasais de medicamentos são a primeira escolha , mas a cirurgia pode ser indicada nos casos em que estes medicamentos não consigam melhorar o paciente.

b) Tumores: Pacientes que fumam, ou possuem grande ingestão de bebidas alcoólicas, apresentando lesões na boca que não cicatrizam, ulceradas, com caroços palpáveis em pescoço, mesmo que sejam indolores, devem ser investigados para descartar tumores de cabeça e pescoço.

Laringologia

Doenças Laríngeas

A maioria das doenças da laringe cursam com rouquidão.

a) Lesões Fonotraumáticas (mau uso da voz):
1 - Nódulos (popularmente conhecidos como "calos"): geralmente ocorrem nas duas cordas vocais, é secundário ao abuso crônico da voz, principalmente e crianças e mulheres. O tratamento é baseado em fonoterapia.
2 - Pólipo: é uma lesão benigna, secundária ao abuso vocal agudo (ex: um grito de "gol"). O tratamento é baseado em fonoterapia. Caso não haja resolução, uma cirurgia será necessária.

b) Lesões Congênitas (o paciente já nasce com ela):
1 - Laringomalácia: é a doença mais comum. Causa "barulhos" durante a inspiração do bebê. Geralmente se resolve em 1 a 2 anos, sem nenhum tratamento específico necessário. Porém, quando a criança não apresenta resolução espontânea, uma cirurgia pode ser necessária.
2 - Paralisia de Pregas Vocais: ocorre uma perda da mobilidade de uma ou ambas as cordas vocais. Podem cursar com rouquidão e, em casos mais graves, aspiração de saliva e pneumonias. Várias são as causas, desde idiopáticas (sem causa definida) até como consequência de tumores.

c) Câncer: O principal tumor de laringe é relacionado ao hábito de fumar e ingerir bebidas alcoólicas, e apresentam nódulos (caroços) no pescoço e rouquidão. Porém, há casos em que o tumor não apresenta sintomas ou sinais precocemente. Desta forma, uma investigação ativa neste grupo de pacientes é necessária (é prudente que estes pacientes visitem um otorrinolaringologista algumas vezes ao ano, mesmo sem sintomas).

d) Tireóide: A tireoide é uma glândula que se localiza no pescoço. Pode apresentar alguns problemas como as lesões benignas (mais comuns), inflamações e câncer. Normalmente, os nódulos (caroços) são benignos, mas uma avaliação é necessária para identificar lesões malignas. Os principais exames para avaliação desta glândula são o Ultrassom e a Biópsia.

e) Infecciosas: As laringites infecciosas são muito comuns em crianças, principalmente entre 6 meses e 6 anos de idade. Geralmente são causadas por vírus, porém podem ser bacterianas e haver necessidade de antibióticos.

f) Refluxo: Um tipo muito comum de laringite crônica é causada pela volta de ácido do estômago para a laringe, causando sintomas crônicos como pigarro, sensação de corpo estranho de garganta e rouquidão. O diagnóstico é realizado pela videolaringoscopia, e o tratamento envolve medidas alimentares, medicamentos e uma equipe formada por otorrinolaringologista, gastroenterologista e fonoaudiólogo.

Cirurgias

Adenoamidalectomia

Adeno - Amigdalectomia é a cirurgia indicada para o tratamento da hipertrofia de amígdalas e adenóides, quando há sintomas importantes que não são resolvidos através do tratamento clínico.

A principal indicação da cirurgia se dá em crianças que apresentam roncos noturno associados a paradas respiratórias, podendo ser acompanhado de amigdalites de repetição e até dificuldades para alimentação, que não são resolvidos com tratamento clínico. No entanto, também pode ser realizada em adultos.

A cirurgia consiste na remoção das amídgalas e adenóide. Porém, apesar de ser uma cirurgia relativamente comum, nunca é isenta de complicações. Portanto, deve ser muito bem indicada e arrazoada com pais antes sua realização. É importante, durante a consulta, retirar todas as dúvidas com o seu médico, que dará todas as orientações necessárias e cuidados após a cirurgia.

Uvulopalatofaringoplastia e faringoplastia lateral

Constituem um dos tratamentos cirúrgicos mais realizados para a o ronco e apnéia do sono, porém não é a única opção de tratamento, nem tão pouco a única opção cirúrgica de tratamento. A cirurgia consiste na remoção das amígdalas e da plástica da região do palato mole, úvula e faringe.

A indicação desse tipo de cirurgia depende de alguns fatores como grau de apnéia que o paciente apresenta e da sua anatomia, incluindo proporções da face, anatomia da boca e da faringe.

É um tratamento eficaz desde que bem indicado e realizado por cirurgião experiente. Somente o seu médico, em posse dos exames e após uma avaliação detalhada de seu caso, poderá informar se a cirurgia é uma opção válida para o seu caso. É importante, durante a consulta, tirar todas as dúvidas com o seu médico, que lhe dará todas as orientações necessárias e cuidados para a cirurgia.



Responsável Técnica Saúde. Dra. Carolina Brotto de Azevedo - CRM 134100
© 2018 - Clínica Otobelle. Todos os direitos reservados. Opção Comunicação